Publicado por: becicleecologistica | 13 de Maio de 2010

PEDALAR FAZ BEM

PEDALAR FAZ BEM

Você sabia que o hábito de pedalar regularmente, além de ser uma atividade prazerosa, pode livrar você do risco de contrair várias doenças no futuro? Para lhe ajudar a deixar a preguiça de lado, o especialista em fisiologia do exercício, Luis Felipe Milano Teixeira, professor dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física da Veris Faculdade – Sorocaba, passa a limpo todos os benefícios à saúde proporcionados aqueles que circulam sobre duas rodas:

Coração mais forte: aumento da capacidade funcional do coração, devido à melhora na habilidade de bombeamento e no volume de sangue ejetado a cada batimento cardíaco. Os vasos sanguíneos ganham complacência e flexibilidade, reduzindo a tensão exercida contra o sangue, o que resulta em redução da pressão arterial em pessoas hipertensas e maior controle da pressão arterial em indivíduos sadios.

Respiração no ritmo: aumenta a capacidade de utilização do oxigênio nas células musculares. Assim, o organismo de quem pedala consegue aproveitar de modo mais eficiente o oxigênio que seus pulmões fornecem.

Músculos tonificados: desenvolve a força e principalmente a resistência muscular. Claro que os músculos dos membros inferiores (glúteos, pernas, coxas etc) são os mais estimulados e, consequentemente, os mais desenvolvidos. Entretanto, a musculatura dorsal, abdominal e os músculos dos membros superiores (braços, antebraços etc) também sofrem estimulação e acabam sendo desenvolvidos, principalmente em relação à resistência muscular localizada.

Articulações de ferro: maior estabilidade articular, prevenindo riscos de lesão, como artrites, entorses, entre outros, e melhora da postura.

Metabolismo acelerado: aumento do gasto calórico, o que reduz a concentração de glicose no sangue, contribuindo para o controle do diabetes. Diminui também a concentração de lipídios no sangue, prevenindo o desenvolvimento de aterosclerose, além de evitar o acúmulo excessivo de gordura no tecido adiposo e, por consequência, a obesidade. 

Corpo em dia: um ciclista que pesa 70 kg consome cerca de 60 calorias para cada quilômetro percorrido em intensidade leve/moderada (por volta de 20 dessas calorias são provenientes da oxidação dos lipídios). Dessa forma, um passeio leve/moderado de bicicleta gasta cerca de 280 calorias a cada 30 minutos. 

Autoestima nas alturas: a prática do ciclismo também traz muitos benefícios psicológicos. Diversas pesquisas apontam que o maior deles é o aumento da autoestima. Os motivos são diversos, tais como as alterações no peso e no apetite, bem-estar físico geral, maior disposição para atividades diárias, alívio da tensão emocional e aumento dos momentos de descontração.

Tel: (0xx15) 3211-7979 ou (0xx15) 3115-2035

e-mail: aline_ecologistica@yahoo.com.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: